Persona

Eu sou o roqueiro no carnaval,
Eu sou o gótico que toma sol
Eu sou o nativista internacional,
Sou nórdico, nipônico e espanhol.

Eu sou o nerd que malha todo dia,
Eu sou o prudente em meu radicalismo,
Eu sou o atleta rato de livraria,
Sou aquele cara do amargo otimismo.

Eu sou o ateu devoto da religião,
O piedoso tantas vezes infiel.
Romântico que perdeu o coração,
Homem da terra que vive no céu.

Eu sou o aristocrata homem do povo,
O intelectual que está na balada,
Eu sou o tradicionalmente novo,
Eu sou o fóbico que não teme nada.

Eu sou o alternativo convencional,
Sou radical em demasia emotivo.
Sou coletivamente individual,
Sou sereno tão agitado e altivo.

Nostálgico com olhos no futuro,
Sou pelo progresso da tradição.
Ainda jovem, sou muito maduro,
Um contemplativo homem de ação.

Tantas coisas posso dizer que sou…
Às vezes me esqueço de mim. Eu
Talvez melhor diria que sou
Eu o que faço, e servo de meu Deus.

Anúncios

Sobre Fábio V. Barreto

Católico, aprendiz de escritor, ávido por conhecimento, e outras coisas mais.
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s