Mãe, 10 anos

Já lá vão dez anos de saudades!
Tristeza mesclada a doces lembranças,
Cuidados, conselhos, risos de criança,
Memórias de uma vida de verdade.

Não faltaram também tribulações,
Asperezas e agrestias no dia-a-dia.
Mas sempre enfrentadas com muita galhardia.
Minha mãe vencia feras e dragões.

Mas veio o inimigo oculto e fatal
– Carcinos maligno e devorador –
A devorar, debilitar de tal

Modo, que toda resistência e vigor
Da guerreira se foram com ela. Mal!
Cá ficaram muitas saudades e amor.

Anúncios

Sobre Fábio V. Barreto

Católico, aprendiz de escritor, ávido por conhecimento, e outras coisas mais.
Esse post foi publicado em Literatura, Poesia e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Mãe, 10 anos

  1. Larissa V. Barreto disse:

    Lindo, Fábio! Mamãe merece :’)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s