Eu e a Teologia

Meu caso com a teologia está intimamente ligado à minha reconversão, já comentada antes. Em meus tempos de 1ª Comunhão (quando eu tinha uns 10 ou 11 anos) tive um contato muito forte com a religião, que muito me estimulava a pensar no assunto e a ler a Bíblia. Era um grande interesse por tudo o que estivesse ligado à Deus e à Igreja, mas isso foi-se enfraquecendo com o passar dos anos, especialmente com a chegada da adolescência.

Não deixei de ir à missa e nem de ler um pouco da Bíblia, vez por outra, mas fazia tudo isso tão irregularmente que mal podia colher algum proveito disso. Os assuntos terrenos ocuparam o centro das minhas atenções, como a História, a Política, meu futuro estudantil e profissional, etc. Acabei por relegar temas religiosos para segundo plano. Cheguei mesmo a tolerar insultos e críticas pesadas ao cristianismo e à Igreja Católica por pessoas que tinham opiniões concordantes comigo noutros assuntos, especialmente em política.

Mas não posso dizer que esqueci-me de Deus, visto que, duma forma ou de outra, ele sempre estava no meu pensamento. Estou certo de que o fato de não ter abandonado a oração e mesmo essa leitura irregular das Sagradas Escrituras me ajudaram a não perde-Lo de vista, apesar da mundanidade da minha vida em geral. Devia ser o “pouquinho indispensável” do qual São Josemaría Escrivá falava para aqueles com fé fraca não a perderem de vez, acentuando, porém, que devia-se sempre fazer mais e melhor. Entretanto, custava-me dedicar meu tempo e minha atenção a Deus em várias épocas e contextos. Lembro-me até que, por um tempo, eu achava que tinha de comprar livros religiosos, que eram importantes (foi numa época em que comprei livros aos montes), mas que o fazia como quem cumpre uma obrigação, não algo do qual queira e esteja firmemente decidido a fazê-lo.

Mas aí, em 2007, eu me dei conta de como Deus fazia falta na minha vida. Ocorreu-me isso de uma forma meio que repentina, mas para a qual contribuíram a convivência com pessoas religiosas (católicas ou não), as investidas dos ateus militantes e reflexões sobre a vida. Voltei às leituras religiosas e a que muito me ajudou, e que talvez tenha sido o motor inicial desta mudança foram os Relatos de um Peregrino Russo, um livro importante da Igreja Ortodoxa( aliás, disse já que graças ao ortodoxos e aos amigos protestantes que eu voltei a ser um católico mais fiel ), Desde então tenho rezado mais, ido à missa aos domingos, lido mais sobre Cristo e o cristianismo. Desde o fim de 2009, conheci o Opus Dei e frequentei vários recolhimentos dele, no Brasil e em Portugal. Passei a amar a Obra e seu fundador, São Josemaría Escrivá. Também me interesso por todos os grupos da Santa Madre Igreja, já que, seguindo a orientação dele e mesmo de não poucos papas, não deve haver “panelinhas” na Igreja, que é Una em sua Diversidade, e acho esplêndido seu tesouro espiritual, filosófico, teológico e estético.

Temas religiosos estão entre meus principais interesses desde então (embora eu não fale muito sobre religião, justamente por saber que meus conhecimentos são insuficientes), e penso, daqui a uns anos, em fazer uma faculdade de Teologia. Meus interesses aí vão para a História das Religiões (especialmente as abraâmicas), Direito Canônico, Sagrada Escritura, Teologia Moral, Antropologia Teológica, Eclesiologia, Mariologia, Cristologia, Ecumenismo, Escatologia, e Seitas e Movimento Nova Era. Vontade não me falta, só preciso ajustar algumas coisas da minha vida prática.

Anúncios

Sobre Fábio V. Barreto

Católico, aprendiz de escritor, ávido por conhecimento, e outras coisas mais.
Esse post foi publicado em Religião, Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s